terça-feira, 13 de novembro de 2007

o falatório...da autoridade

No caminhar dos novos dias, vamos ouvindo histórias, sabendo de vidas, entrando dentro dos problemas e dos corações de cada um, e se não nos tornamos indiferentes, então só podemos enchermo-nos de compaixão, por aqueles a quem Deus colocou no nosso caminho.
Na minha vida, não só agora de seminarista, mas já de antes, sempre devo ter tido cara de "confessor", porque sempre me vieram contar coisas deste e de outro mundo e até "casos do arco da velha".Sempre ouvi (pelo menos tentei) e fiz por me colocar "do outro lado", perceber e entender as razões "do outro". Afinal, quem sou eu para julgar? Durante a Licenciatura de Teologia e no Seminário, fui aprendendo que na Confissão "o sacerdote é dispensador da Misericórdia de Deus, é juiz mas acima de tudo é medico, e que ele não serve para condenar mas para salvar o pecador".Por tudo isto, choca-me quando ouço, vejo e sinto, que os olhares inquisitórios deste mundo, só acordam para condenar.Já a algum tempo que penso nisto. Por várias atitudes, aflige-me que almas supostamente bem domesticadas, no pseudo zelo pelos seus irmãos, comentam do alto da sua sabedoria bacoca as atitudes dos outros, como algo que molestam gravemente Deus. Pergunto eu: serão os actos, destes doutos santos, revistos todos os dias à luz das suas próprias exigências?
Certamente que não, pois se o fizessem, as suas atitudes seriam, porventura, muito mais santas e a primeira seria não criticar a vida dos outros...Impressiona-me que o sacerdote não condene mas antes admoeste, conduza, ou seja: penitenciar para salvar. Enquanto que o "leigo maravilha" acende o fogo da condenação para aqueles que já julgou e atirou para as masmorras do pecado... ele que é o exemplo da virtude.Para estes casos, só me apetece aplicar: "a humildade, é a minha maior virtude".
Como ninguém se reverá nas minhas palavras... este texto foi inutil... mais um... só mais um...

7 comentários:

Undisclosed Recipient disse...

Por isso, meu grande amigo, é que vais ser um excelente sacerdote.

Andreia Sécio disse...

E o melhor é que ninguém se revê mesmo no texto!!!Queira Deus que nunca cheguemos a essa autoridade e a essa soberba. Conto com a tua ajuda para me dares na cabeça sempre que te parecer que me sinto muito à frente...NÃO QUERO ESTAR MAIS À FRENTE! Não quero deixar ninguém para trás...isso é que é regredir!
Toma lá...pessoas como tu é que dão chapadas valentes...e agora deste umas quantas a quem se acha muito à frente nestas questões da fé.
Um convite: Ficas para trás comigo???

Casih disse...

Claro. Afinal o dever de todo aquele que é de Cristo é andar atrás, a procurar a ovelha perdida... a negra, estás a ver? Por outro lado, não podemos chegar em primeiro ao banquete do senhor, é porque os primeiros serão os últimos, e os últimos os primeiros... e eu sou pequenino e preciso de ir para a frente para ver melhor... Ainda para mais... como a minha candeia é pequena, preciso de ficar mesmo para trás, porque se chego cedo demais ainda fico sem azeite... beijos e abraços, aos atrasados.

Anónimo disse...

Olá Casimiro,

desculpa a cusquice, mas foi através do blog da minha irmã e cunhado (Inês e Nuno), que encontrei o teu. Li a tua reflexão, e se até aqui só te admirava pelo exemplo de caminho/vocação que escolheste, agora tb pela tua coragem de ires contra certos dogmas que tanto afastam as pessoas da Igreja. Realmente, na confissão um Padre humano e caridoso é essencial, pois pela minha experiência, qd recorremos à confissão procuramos acima de tudo um ouvinte.
Um abraço

Cidália Loureiro

PrincípedaHistória disse...

Será que niguem se revê mesmo, nas tuas palavras?
Olha eu revi-me, confesso, muitas vezes sou o primeiro a criticar, como dizia Nosso Senhor "criticas a cisco no olho do outro, mas não vês a trave do teu", e realmente é mesmo isto. Por isso as tuas palavras nao ficam indeferentes a quem passa por aqui, de uma maneira ou outra isto mexe connosco, mais que nao seja, faz-nos reflectir. A mim fez-me e faz-me tomar decisões de tentar mudar.

Ao relação a outros post: ja´sei das belas datas e irei estar presente em todos esses teus dias seis, e até podes contar com a minha oração e sempre com a minha amizade.

Deste teu principe.......

Carlos Sécio

Casih disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Casih disse...

bem vinda Cidália. beijo