sexta-feira, 18 de maio de 2007

Jesus nas ruas...

Estas maravilhas das novas tecnologias, fazem-nos dar a volta ao mundo, qui ça, em bem menos de 80 dias. Julio Verne acharia isto uma gozada como se diz aqui em Espanha.

A todos aqueles empenhados na Nova Evangelização, vejam estes dois videos, vale bem a pena:

God in the Streets of New York City

Youth 2000 New York

Na casa onde estou a residir, tenho um companheiro norte-americano. Fartamo-nos de rir, quando ele diz que as loucuras mais incriveis, só acontecem nos Estados Unidos.
Gostava eu que esta "loucura" fosse importada.
Para todos aqueles cuja fé, é elemento determinante na sua vida, estes videos são uma óptima lição de vida. Não basta fecharmo-nos no nosso casulo. Ha que ir à luta e mostrar este rosto visivel de Jesus.
Mas... acreditamos mesmo que Jesus, está presente na Eucaristia? Em Mim? No irmão?
Se assim fosse, de certo que me emprenhava mais na construção da paz á nossa volta.
A paz, nasce de um coração generoso. Até onde vai a minha generosidade?
Gostava eu que esta "loucura" fosse importada, para mostrar a todos o rosto visivel de Jesus presente em mim, em ti e na Sagrada Hóstia.
Paz e bem, como dizia o nosso S. Francisco de Assis
Tela pertencente á igreja de Vale de Figueira.

6 comentários:

AnokasCris disse...

Aí está o grande problema dos católicos: fecham-se nas suas casas!! Há que sair à rua e espelhar o amor do Pai! Como podemos dizer que acreditamos se não agimos?! **

PrincípedaHistória disse...

E a grande prova de fogo , vai já ser no próximo dia 3 de Junho, sair para a rua para anunciar Nosso Senhor Jesus Cristo presente nas nossas vidas.

PrincípedaHistória disse...

Já agora parasaber amigo semina, o principe da História, sou moi meme, Carlos Sécio, como não podia deixarde ser.lol

Casih disse...

Bem...o principe da historia é o Senhor...tu plageaste o nome dele...mas ok! lá fui ao teu blog esclarecer... ja sabia antes de me dizeres... é curiosidade de historiador, como tu também és...já sabes da nossa maldição.

Susana disse...

Jesus tinha companheiros e deixou-nos acompanhados, com o conhecimento e a certeza do amor incondicional do Pai (e com a delicadeza de fazer nossa a Sua mãe). Não nos fechamos em casa por acaso, talvez possamos sentir-nos um pouco isolados... inseguros... aprisionados...na idade média do crer.

Casih disse...

É verdade Susana! Muitas vezes, nós ainda estamos nessa vigilia de Pentecostes, e não aceitamos que esse espirito nos impulsinona para um encontro efectivo com o mundo! Ouvimos vezes sem conta os relatos de são paulo, mas preferimos ficar no aconchego infrutifero do cenáculo! gostei dessa expressão "a idade média do querer", expressa muito bem, esta fé tantas vezes imatura, mas na qual nos agarramos, porque não nos incomoda demasiado! mas não pedmos esquecer o que diz o Apocalipse: "aqueles que não são quentes nem frios, a esses vomito-os". paz e bem.