segunda-feira, 26 de abril de 2010

A "moda" das calças a meio do rabo!!

A Moda das calças a meio do babo está ai... a chamada "moda saggy"!

Por mim os miúdos até podem andar com as calças na cabeça, mas este fim de semana, incomodou-me ver um miudo com a "dita moda" vestida e baixar-se à minha frente para atar o teni, e então eis que diante de mim surgiu uma bunda enorme colorida que de facto me deixou perplexo e senti-me incomodado.
Para relembrar-me a infeliz recordação, hoje recebo um e-mail com uma teoria interessante sobre esta moda, pois eu só conhecia a teoria da moda da Calvin Klein, mas também é verdade que alguém já me tinha falado da teoria das prisões...
Mas para mim, a melhor de todas é esta nova teoria de que esta é uma moda gay... se de facto for verdade... então as nossas meninas, vão ter de imigrar para Espanha para encontrar noivo... é porque por estas bandas, a julgarmos pela massificação da moda, estamos em crise do "macho lusitano".

Passemos à apresentação das teorias:

1.PUBLICIDADE: MOSTRAR A MARCA BOXERS
As calças descaídas a mostrar o topo das cuecas vem dos anos 80. A Calvin Klein usa o modelo Mark Whalberg, conhecido como Marky Mark, para fazer publicidade à sua roupa interior. Ao longo dos quase 20 anos seguintes, as calças foram descaindo cada vez mais, chegando à moda feminina da calça de cintura rebaixada (hoje démodé) chegando ao nivel que hoje se observa na moda masculina: a calça a meio do rabo.

2.MÉTODO POLICIAL ANTI-FUGA
Uma das teorias da moda diz que, quando os polícias norte-americanos prendiam os membros dos gangues, para evitar que eles fugissem quando os encostavam à parede, os polícias puxavam as calças dos suspeitos para baixo. Como forma de protesto devido a este tratamento policial os jovens começaram a andar vestidos assim, até que chegou ao hip-hop. A moda que não surgiu no Hip-hop, foi massificada por este estilo musical.

3.MÉTODO ANTI-ENFORCAMENTO PRISÕES AMERICANAS
Outra teoria avançada é que a moda vem das prisões americanas, onde os presos não podendo usar cintos, para não se esforcarem, e tendo de usar a calças bastante largas, estas caem-lhes, dando origem a esta "moda prisional".

4.SINAL DE APTIDÃO PARA RELAÇÕES SEXUAIS GAYS
Uma teoria desta tendência, diz que ela nasceu nas prisões dos Estados Unidos. Os reclusos que estavam receptivos a relações sexuais com outros homens tiveram que inventar um sinal que passasse despercebido aos guardas prisionais para não sofreram consequências... Por isso, quem usasse calças descaídas por baixo do rabo estava somente a mostrar que estava disposto a ter sexo anal com outros homens...

Como a única teoria que conheço documentada é da Calvin Klein, fico-me com esta... mas (para mim), continua a ser uma moda absolutamente ridicula. contudo admiro aqueles rapazes por conseguirem manter aquilo sem cair... no minimo ablidosos!!

2 comentários:

João Pedro Barreto disse...

É verdade! ou talvez não.. porque afinal de contas são modas. E as modas podem ou não ser adoptadas pelas pessoas, dependendo dos seus gostos. E como em princípio gostos não se discutem, parece-me que hà já uma discussão demasiado grande para o verdadeiro tamanho do pseudo-problema. Antes as mulheres usavam chumaços nos ombros. Poderia começar a argumentar que lhes davam um ar demasiado masculino, que provavelmente era um sinal de que queriam relações com homens, ou que mostravam dessa forma o seu gosto em jogar rugby (??!). E no entanto foram usando, até se perder a moda. Não concordo com os casos extremos em q, como vi referido num qq blog, um miúdo perdeu as calças a meio da rua e obrigou os carros a esperarem que o dito cujo se recompusesse. No mínimo cómico. No máximo desastroso se os casos se viessem a multiplicar. Mas também não vejo o problema de uma pessoa se expressar através de uma qq moda. Há extremos. E no meu ponto de vista o meio é normalmente o mais aceitável. Mas enquanto não infringir leis impostas num determinado local, cada um é livre de ir até onde quiser. Portanto, discuta-se o caso, somos livres de opinar, mas não se perca a cabeça nem as belas horas do dia a reflectir tanto em algo tão superficial como a aparência (e por outro lado, quem o quiser fazer que o faça, só não sei se ganharão alguma coisa..). Podemos, com tudo isto, estar apenas a perder outras tantas características bem mais importantes, essas sim, passíveis de fazer a mudança no mundo. Digo eu.

Anónimo disse...

Não custumo me manifestar neste tipo de coisas, apesar de muito me interessar estas discussões alheias.

Mas de facto, eu que já fui jovem, e continuo a se-lo uma vez que tenho 23 anos, tive as minhas manias e modas. Ora eram calças largas, ora era uma imitação dos tempos loucos pelos que os meus pais passaram dos Hippies... Whatever. Mas nao me recordo, alguma vez de invadir a privacidade do outro. Note-se que me considero de mente aberta, como futura psicóloga muito tenho treinado para me tornar "neutra" relativamente e crenças e opiniões. Mas de facto, não pedi a ninguém ir na rua e ver rabos e cus, desculpem-me a expressão, de alguém. Já para não dizer o jeito nenhum que aquilo tem. Percebo que o um adolescente tem de se identificar com os grupos dominantes e assemelharem-se a eles, mas talvez os pais em casa pudessem controlar um pouco desse "descontrolo"... kk dia a moda é andarem só de boxeres e assim o farão, sem perguntarem PORQUE???
e quando afirmo que eles o fazem pk o do lado tb o faz...está aqui a prova comprovada, que quanto a mim, só me deu para rir se não chorava. http://www.youtube.com/watch?v=dNAmlo2v6cQ