quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Salama.Salama!

Faz seis anos que acabou uma daquelas experiencias, que eu descrevi como "umas das melhores da minha vida, senão a melhor", que foi a missão em Moçambique! Seis anos volvidos, ainda não desvaneceram as marcas da pele, como diria Mafalda Veiga. Nem da pele, do coração e tampouco da alma, pois Moçambique entranhou-se em mim, bem como todos aqueles que lá foram missionários comigo e para mim.
Seis anos de partida, também completam a Rosa e a Sara... A Vitória voltou... e cinco para a Vera. Ainda hoje nos tratamos por "manos", porque é isso que somos, de facto e de direito, porque estar lá, foi como nascer de novo.
Permanece o sonho de la voltar... não para repetir o que fomos... Apenas para poder a voltar a ver os "sorrisos eternos", poder ouvir o coração dos tambores a ressoar nas paredes das matas,para embriagar-me de novo com o cheiro da terra vermelha.
Minha mamanhô, como hoje sei que é verdade quando me dizias: "quem bebe a água de um rio de Moçambique, não esquece mais esta terra"... Não se pode. não se consegue. Obrigado aos LBN, Missionários e Missionárias da Boa Nova, por tudo isto que ainda hoje vivo.
Obrigado manas Sara, Rosa, Vitória e Vera, pelo que me deram.
Noxukuro Moçambique.

2 comentários:

Mana Vera disse...

Faço minhas as tuas tão sinceras palavras...foi mesmo uma das mais maravilhosas experiências de vida, que alguma vez vivemos. Tudo tão intenso, tudo tão natural. Ás vezes dou comigo a pensar... parece que vivemos outra vida,ainda está tudo tão vivo dentro de mim!!! Tantos são os dias em que acordo e viajo até a Nampula, e o difícil é voltar há realidade.
Merecíamos lá voltar...todos juntos!
E rever, cada lugar, deambular pela cidade, ir até Cavalaria... ao shopping...ehehehe.

Casih disse...

Ainda iremos mana... As saudades vão aumentanto entretanto... mas quando lá chegarmos será uma festa! Lol...